• Ascon Assessoria Contábil

Declaração IRPF/2018 – 2º Aviso!


Departamento Responsável:

Departamento Administrativo


A quem se destina?

A todos os sócios interessados em contratar os serviços da ASCON para elaboração e preenchimento da Declaração IRPF/2018.

Na Circular nº 361, de Fevereiro/2018, já encaminhamos a lista preliminar de documentos necessários para a confecção da Declaração de Ajuste Anual de Pessoa Física (IRPF) para o Exercício 2018. A RFB ainda não publicou, até a data de edição desta circular, as regras de obrigatoriedade para a entrega da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), porém não devem variar muito das do ano-calendário 2016, que abrangiam todas as pessoas físicas residentes no Brasil que durante o ano:

  • receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;

  • receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superiores a R$ 40.000,00;

  • realizou venda de bens em que foi apurado o Ganho de Capital sujeito à incidência do I.R.;

  • realizou operações em bolsa de valores, de mercadorias e futuros ou assemelhados;

  • possuíam propriedade com valor maior que R$ 300.000,00 em 31/12/2017;

  • tiveram atividade rural com rendimento anual bruto acima de R$ 128.308,50;

  • passou à condição de residente no Brasil e permaneceu como tal em 31/12/2017.


Vale lembrar que o simples fato da pessoa física ser sócia(o) ou titular de empresa não é mais condição de obrigatoriedade para a entrega da Declaração de IRPF já há vários anos!


A RFB publicou um cronograma contendo a data da liberação do programa DIRPF/2018 e a data limite de transmissão da declaração, conforme segue abaixo:

Assim, a partir do dia 26/02/2018, o cliente interessado em contratar a ASCON para a elaboração da Declaração de IRPF já pode deixar na Recepção da ASCON todos os documentos constantes na lista abaixo:

  • e-CPF ou Procuração Eletrônica, para quem possui certificado digital, a fim de possibilitar a Declaração Pré-Preenchida pela RFB, para conferência dos dados da malha fina;

  • Pasta da Declaração de IRPF/2017 ou última declaração entregue;

  • Número de telefone fixo, celular e e-mail (acrescentados nessa última declaração);

  • Cópia do título de eleitor, se ainda não informado na declaração anterior;

  • Nome, CPF, data de nascimento e grau de dependência dos dependentes (esposa, marido, filhos etc) e alimentandos (para pagamento de pensão alimentícia – em 2017, o CPF era obrigatório para dependente com mais de 12 anos, mas, em 2018, passa a ser obrigatório a partir de 8 anos;

  • Comprovantes de Rendimentos Anuais – Informes de Rendimentos de todas as empresas de onde recebeu rendimentos em 2017 (salários, pró-labore, distribuição de lucros, aluguéis etc);

  • Relação de aluguel recebido mês-a-mês, durante o ano de 2017;

  • Comprovante de Outras Receitas recebidas em 2017 – herança, doações, indenizações judiciais, resgate de FGTS, seguro-desemprego etc.

  • Extratos bancários consolidados anuais – específicos para IRPF;

  • Extratos de previdência privada anuais – específicos para IRPF;

  • Comprovantes de mensalidades escolares pagas em 2017, com CNPJ do emissor;

  • Comprovantes de convênios médicos e odontológicos pagos em 2017, com CNPJ do emissor, discriminados a quem se refere (titular ou a cada dependente);

  • Comprovantes de consultas médicas e odontológicas pagas em 2017, com CNPJ ou CPF do emissor, discriminados a quem se refere (titular ou a cada dependente);

  • Relação com data e valores de pagamento de salário bruto à doméstica, com nome, CPF e número do NIT, além da relação de pagamento de GPS (data, valor e competência);

  • Notas fiscais e recibos de reformas de imóveis;

  • Documento de compra ou de venda de bens imóveis ou veículos;

  • Darf’s pagos a título de Carnê Leão;

  • Controle de compra e venda de ações, mensal;

  • Darf’s pagos a título de Renda Variável.


Caso os dependentes também possuam bens, contas bancárias ou rendimentos próprios, mesmo que isentos, devem ser informados na Declaração do Titular (responsável) que o declare.


Essa Declaração não compõe o rol das obrigações atendidas pela ASCON, pois trata-se de dados pessoais dos sócios e não uma obrigação da empresa. O custo dessa declaração dependerá de cada caso, levando-se em consideração o total de fontes pagadoras, despesas e bens a serem declarados.


A contratação desse serviço em 2018, como nos últimos anos, será feita pela efetiva entrega dos documentos completos na ASCON, a partir do dia 26/02/2018. Esses documentos não deverão ser enviados juntamente com os documentos de outros departamentos, pois isso pode gerar atraso na ordem de classificação dessa declaração. Se enviarem documentos por e-mail, que o façam para o endereço atendimento@asconnet.com.br, de forma a agilizar a impressão dos mesmos e a inclusão juntamente com os demais documentos de IRPF.


Não deixe para a última hora!



Proibida a reprodução parcial ou total deste material.

0 visualização
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

ASCON ASSESSORIA CONTÁBIL

Telefone: +55 (12) 3934-1211

E-mail: ascon@asconnet.com.br

 

Nossa localização:

Rua Bambuí, 481 - Jd. Satélite

São José dos Campos - São Paulo - Brasil